0800 006 1500

ABF Associação Brasileira de Franchising
Doutor Hérnia | Tratamento de Hérnia de Disco
central de atendimento
0800 006 1500

A COLUNA TRAVOU? PODE SER HÉRNIA DE DISCO

Se você ainda não "travou a coluna" com certeza conhece alguém bem próximo que já tenha passado por esta situação muito desagradável.  
A dor no início pode ser leve e ir aumentando gradativamente, piora com os movimentos e melhora na posição deitada. Aos mínimos movimentos surge uma dor ou uma pontada e a pessoa pode referir uma falha na sua coluna ou nas pernas "é como se as pernas não aguentassem o peso do corpo". 
 Segundo especialistas, muitas doenças que podem causar dor nas costas. No entanto, a hérnia de disco é uma das mais frequentes.
A nossa coluna é composta de aproximadamente 32 vértebras, que são os ossos que formam a coluna. Entre cada vértebra há um disco que serve como um amortecedor e também serve para dar a capacidade de movimento da nossa coluna, que apesar de ter ossos, se move em todas as direções.
As hérnias discais são mais frequentes nas regiões lombar e cervical da coluna, porque essas são áreas mais expostas ao movimento e que suportam maior carga.
A hérnia de disco lombar é uma patologia de origem mecânica que atinge os discos. No interior do disco existe uma substância chamada de núcleo, esse núcleo tem a consistência de creme dental.
O desgaste gradativo do disco faz com que esse núcleo “vaze” para fora e quando isso acontece ele vai se chocar contra os nervos da coluna, isso faz gerar a dor da hérnia de disco, e como os nervos da coluna lombar descem para as pernas o paciente pode sentir irradiações para as pernas. Os sintomas gerais das hérnias lombares são: dor na região lombar, fisgadas nas costas, câimbras noturnas, irradiação para as pernas, formigamentos nas pernas, amortecimentos nos pés, e em muitos casos o travamento da coluna.
A hérnia de disco, a patologia que acaba tendo números alarmantes, pois mais de 14% da população, vem desenvolvendo esta patologia.
Os especialistas afirmam que mais de 95% dos casos dispensam cirurgia, ocorrendo absorção do disco após fisioterapia e tratamento clínico.

TRAVOU, E AGORA? 

Pode ser muito doloroso e muito assustador. Uma avaliação detalhada é importante para abreviar e atenuar a dor, além de procurar uma causa e evitar novos episódios.
A dor aguda nas costas pode assumir diferentes formas. Muitas pessoas têm dor na coluna ocasionalmente, e essa não é muito incômoda. Ou seja, esses pacientes lidam bem e seguem com a vida, porém algumas vezes acabam tomando analgésicos simples.
A preocupação maior são os casos de episódio agudo intenso. Algumas pessoas têm espasmos ou um travamento agudo da coluna, ficando "presos" em uma posição. Não se preocupe se isso acontecer, os músculos das costas sempre "destravam". A questão é como “destravar a coluna” e voltar a ser capaz de fazer as coisas normalmente. Por isso é necessário o repouso breve inicial, calor local, analgesia precoce e aos poucos ir voltando às atividades do dia-a-dia.
O controle da dor é importante. Medicações analgésicas, anti-inflamatórias e até analgésicos opióides mais fortes devem ser manejados pelo seu médico dependendo da intensidade do quadro. Os pacientes muitas vezes têm uma preocupação que eles podem "mascarar" a dor com analgésicos e serem prejudicados. Isso não é verdade. O nosso corpo tem reflexos protetores muito potentes e analgésicos simples não irão bloqueá-los.

COMO EVITAR NOVAS CRISES DE DOR NA COLUNA E NÃO TRAVAR?

Após a melhora do quadro agudo, é fundamental corrigir sua postura e fazer a reabilitação motora para fortalecimento dos músculos estabilizadores da coluna (paravertebrais e abdominais). A coluna vertebral deve ser protegida por essa musculatura em todas as situações. Dessa forma, você terá uma coluna saudável, discos preservados e, o mais importante, não terá dor. A maioria dos casos melhoram com medidas conservadoras.
O tratamento Doutor Hérnia™ é composto por um exame completo para chegar ao diagnóstico das disfunções do disco, são estudados exames complementares, como radiografias, tomografias e ressonância nuclear magnética, sempre correlacionando a imagem aos sintomas apresentados pelo paciente.
A Franquia Doutor Hérnia™, além de oferecer um tratamento especializado para  hérnia de disco, dores no nervo ciático e patologias da coluna vertebral, evitando  cirurgias da coluna  em mais de 95% dos  casos, também conta com tratamentos especializados na prevenção das patologias da coluna e tratamento para alterações posturais.

Últimas do Blog!