Doutor Hérnia | Tratamento de Hérnia de Disco
ABF Associação Brasileira de Franchising

COM A QUARENTENA, 41% DAS PESSOAS QUE NÃO TINHAM DOR DE COLUNA PASSARAM A SOFRER

Uma pesquisa da Fiocruz revelou também que 50% das pessoas  que tinham dor crônica na coluna pioraram durante o isolamento social e o  trabalho em home office. Os motivos vão da falta de atividade física, uso  excessivo do computador às mudanças nas tarefas domésticas.

O corpo começa a sentir as consequências da nova rotina para dar conta do home office, tarefas na casa e cuidar dos filhos. O ambiente de  trabalho dentro de casa sem uma estrutura adequada, a casa para limpar e a  falta de exercício físico são as principais reclamações de quem passou a  conviver com dores na coluna durante o isolamento social por causa do novo  coronavírus

Uma pesquisa da Fiocruz que avaliou comportamentos durante a  pandemia mostra que 50% das pessoas que já tinham algum problema crônico de  coluna relataram aumento de dor. 

A coordenadora da Convid - Pesquisa de comportamentos da  Ficrouz, Célia Landmann Szwarcwald, conta que 30% dos brasileiros já sofrem com  dor crônica na coluna. Ela se surpreendeu com o número de pessoas que não tinha  nenhuma dor e passou a ter também:

"Dos que não tinham dor anteriormente, 41% passaram a  ter o problema, o que representou um aumento de 27% na população total. Quando  elaboramos os questionários, tínhamos algumas hipóteses de como a pandemia  poderia afetar o estado de saúde das pessoas e imaginamos que as mudanças nas  atividades de trabalho envolvendo mais horas das pessoas sentadas e as mudanças  nas atividades domésticas poderiam trazer piora nos problemas de coluna, o que  realmente aconteceu."

Sentir as dores na coluna é uma consequência do excesso das  atividades executadas, sejam as atividades domésticas, como ficar longos  períodos na mesma posição.

Com o isolamento, a diminuição de prática esportiva, tende a  causar uma atrofia muscular, e a diminuição de massa muscular, agrava ainda  mais os problemas.

Mantenha seu corpo ativo, faça intervalos e alongamentos ao  longo da sua rotina de trabalho, cuide da sua postura ao sentar no sofá ou fica  longos períodos em frente ao computador, televisão ou vídeo game.

A Franquia Doutor Hérnia oferece um tratamento especializado  para hérnia de disco, dores do nervo ciático e patologias da coluna vertebral.  Com uma avaliação detalhada, conseguimos chegar a um diagnóstico cinesiofuncional preciso do problema, evitando cirurgias da coluna em mais de  95% dos casos.

O tratamento DOUTOR HÉRNIA conta com técnicas avançadas de  escolas mundialmente reconhecidas como Harvard Medical School, Hospital Beth  Israel, entre outras.

Nosso tratamento é constituído por técnicas de ajustes  biomecânicos, utilizamos os equipamentos mais modernos disponíveis no mercado  mundial para descompressão discal, aliando exercícios específicos para  estabilizar a coluna.


FONTE:https://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/303940/com-quarentena-41-das-pessoas-que-nao-tinham-dor-d.htm