Doutor Hérnia | Tratamento de Hérnia de Disco
ABF Associação Brasileira de Franchising

O INVERNO E AS DORES NA COLUNA

Basta os termômetros baixarem para que a queda de  temperatura traga consigo, além dos casacos e cachecóis, as queixas de quem  costuma sofrer de dores na coluna. Segunda maior causa de visitas de pacientes  aos médicos, a dor lombar, por exemplo, só perde para as dores de cabeça, costuma aumentar ainda mais na estação mais fria do ano.

Entre as reclamações, estão desde as dores na coluna, até a  sensação de costas “travadas”, um desconforto comum que pode ocorrer por conta  do frio e da umidade, que propiciam a expansão e contração de tendões, ossos e  músculos. Com a chegada das temperaturas mais baixas, a musculação se contrai,  o que pode aumentar ainda mais as dores nas costas. 

O inverno e as dores nas costas na prática

Além dos males na coluna lombar ou dorsal, parte da  população que sofre com fraturas e lesões já consolidadas também costuma  reclamar de dores mais frequentes, com foco nas articulações e nos ossos. De  acordo com especialistas, isso ocorre por conta da contração dos vasos do  corpo, que, consequentemente, ficam mais frios no inverno, o que faz com que a  flexibilidade diminua.

Um estudo científico realizado na Suécia e divulgado na  revista International Archives of Occupational and Environmental Health  analisou cerca de 135 mil trabalhadores do sexo masculino e notou que os homens  que atuavam em temperaturas baixas eram os que relatavam maior incidência de  dores lombares. Na Finlândia, uma pesquisa semelhante apresentou os mesmos  resultados. 

Uma das causas desse aumento de dor nas costas em lugares  mais frios pode ser a queda da pressão barométrica, exercida pelo peso  atmosférico. Essa pressão costuma acompanhar as temperaturas mais baixas e pode  inchar os tecidos circundantes das articulações, pressionando os nervos responsáveis pela dor.

Para evitar dores nas costas no frio, adaptações são a chave  do problema

Aqueles que costumam sofrer dos males da coluna após as  mudanças bruscas de temperatura podem contar com pequenas mudanças que ajudam a amenizar o problema. São elas: 

Espante a inatividade: apesar de ser a época ideal para  repousar, o inverno também demanda a prática constante de atividades físicas,  pois a inatividade pode aumentar certos tipos de dores nas costas, que podem  ocorrer por conta da redução do fluxo de oxigênio e de nutrientes para os  músculos e articulações. Por isso, a importância da prática de exercícios físicos.  Se possível, frequente aulas de hidroginástica ou nade em piscinas cobertas e  aquecidas, pois o contato com a água quente irá aliviar as dores nas costas.

Bolsas de água quente ou toalhas aquecidas: faça a aplicação  por no mínimo 20 minutos nas áreas dolorosas e no máximo uma hora. Esse breve repouso, combinado com o calor, irá oferecer um alívio temporário para a dor.

Roupas apropriadas para a estação: o uso de peças quentes,  em conjunto com o pré-aquecimento do carro antes do uso e de um aquecedor em  casa são essenciais para combater o frio.

A prevenção é a melhor forma de  evitar sofrimento com dores na coluna ou desenvolver problemas  ainda mais  sérios. A Franquia Doutor Hérnia, além de oferecer um  tratamento   especializado para  hérnia de  disco, dores no nervo ciático e  patologias da  coluna vertebral, evitando  cirurgias da coluna em mais de 95% dos  casos, também conta com tratamentos   especializados na prevenção das dores na  coluna e tratamento para  alterações   posturais. 

Não permita que o problema se agrave,  agende uma avaliação em uma das nossas unidades, a prevenção é sempre a melhor  solução.

 

      
!-- Load Facebook SDK for JavaScript -->