0800 006 1500

ABF Associação Brasileira de Franchising
Doutor Hérnia | Tratamento de Hérnia de Disco
central de atendimento
0800 006 1500

OBESIDADE AUMENTA CHANCES DE HÉRNIAS DE DISCO

De acordo com o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 50,1% dos homens brasileiros  com mais de 20 anos estão acima do peso; entre as mulheres, o número é de 48%.  São considerados obesos 12,4% dos homens e 16,9% das mulheres. E não é mais  novidade que a obesidade já deixou de ser um problema somente estético, e é  considerada um dos principais fatores para a decorrência de doenças graves como  a diabetes tipo 2, doenças cardíacas, pressão alta e infarto.

Além disso, o  sobrepeso pode atingir a coluna vertebral - 25% das pessoas obesas apresentam  mais de chances de sofrer dores na coluna. Segundo o neurocirurgião membro da  Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBN) Mauricio Mandel, para ter a coluna afetada  não é necessário entrar na categoria de obeso: cada 10 quilos a mais do que o  recomendado aumenta o risco de dor nas costas, sobretudo, hérnias de disco.

“As pessoas obesas  são as que mais enfrentam hérnias de disco, pois a obesidade sobrecarrega o  peso sobre a coluna vertebral e pressiona os discos, causando uma hérnia no  futuro. Mas o que muita gente não sabe é que não são apenas os obesos que  correm esse risco. Aqueles que brigam com a balança também estão expostos a  alterações na coluna”, explica.

CAUSAS E TRATAMENTO

A doença é provocada  por uma lesão dos discos que compõem a coluna vertebral. Esses discos estão  localizados entre as vértebras e agem como amortecedores, absorvendo os  choques. 80 a 90% das hérnias de disco podem ser tratadas sem cirurgia, ou  seja, apenas com tratamentos convencionais que envolvem fisioterapia,  exercícios físicos e medicamentos prescritos por um médico. Porém, quando a  pessoa é obesa a cirurgia pode ser a mais indicada.

“A cirurgia de hérnia  de disco é indicada somente quando há perda motora ou de reflexo. Além disso,  pacientes acima do peso são mais propensos a ter que passar por uma cirurgia  para o tratamento cirúrgico da hérnia de disco em comparação a pacientes que  não são obesos”, destaca Mandel.

Apesar disso, o especialista  ressalta que pessoas com IMC (Índice de Massa Corporal) superior a 40 - que são  consideradas obesas - têm a chance aumentada de não ter um processo cirúrgico  bem sucedido.

Para que tudo ocorra  sem complicações, tentar perder um pouco de peso é o primeiro passo para  pessoas com obesidade evitarem e tratarem doenças da coluna. “O paciente obeso  deve se preparar antes de submeter ao tratamento cirúrgico. É importante que  ele comece adotando hábitos saudáveis”, diz Maurício, que também recomenda a prática  de atividades físicas para combater as dores. “O exercício compensa a fraqueza  muscular típica dos pacientes com hérnia de disco”.

 Fonte: Revista Viva Saúde

     

Últimas do Blog!